Monumentos da cidade de São Paulo ganham máscaras de proteção

Ação do Governo do Estado e da Prefeitura de SP busca conscientizar população sobre importância da proteção contra o coronavírus

Da Redação / Foto: Divulgação

Durante o mês de maio, 16 monumentos e estátuas espalhados pela cidade de São Paulo ganham máscaras de proteção para conscientizar a população sobre a importância de usar a peça para se proteger contra o novo coronavírus, causador da doença COVID-19. A ação pedagógica, com início nesta terça-feira (12), é realizada pelo Governo do Estado em parceria com a Prefeitura da capital.

Entre os monumentos e estátuas que fazem parte da iniciativa, estão o Monumento às Bandeiras, Estátua da Praça IV Centenário, Estátua de Pedro Álvares Cabral, Estátua de Faria Lima, Estátua de Nicolau Scarpa, Estátua de Mário de Andrade, Estátua do Borba Gato, Monumento Francisco de Miranda (Praça do Ciclista), Busto de Mário de Andrade, Monumento Anhanguera (Trianon), Estátua de Luiz Gama (Arouche), Estátua de Luiz Lázaro (República), Estátua do Índio Caçador (República), Estátua de Adoniran Barbosa, Estátua de Afonso Taunay (Arouche) e Estátua de Baden Pawel.

O uso da máscara passou a ser obrigatório em todo o estado a partir do dia 7 de maio. Especialistas indicam que essa é uma medida importante para prevenção contra a COVID-19, pois evita o contágio pelos meios de transmissão do vírus. Até a última segunda-feira (11), a doença atingiu 46.131 pessoas no estado de São Paulo.

Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*