Moradores do Eldorado dizem: ‘Ela tinha é que ter vergonha na cara’, sobre a prefeita Fabia Porto

Os cidadãos de Santa Isabel, cujo apelido é “Paraíso da Grande São Paulo,” sofrem dia a dia; Questionada, a prefeitura alega que vem fazendo benfeitorias ao local, apesar das críticas

Por Will Siqueira / Fotos: Bruno Arib

O “Paraíso da Grande São Paulo” (apelido ganho por suas belezas naturais), de paraíso não tem nada; que o diga a sua população. Há tempos que a GAZETA vem relatando, por meio de suas reportagens, a sofrência (e não é no sentido musical da palavra) do povo de Santa Isabel.

Ruas sem asfalto e esburacadas, com pouco ou nenhum acesso aos bairros aos quais pertencem (bairro Ouro Fino); falta de apoio aos professores eventuais da rede municipal de ensino; UBS que já foi construída, mas ainda não foi inaugurada – e devia ter sido entregue em 2018 (Jardim das Acácias); falta de limpeza nos bairros, fazendo com que os próprios moradores organizassem um mutirão para limpá-los (bairro Cachoeira). E dessa vez, são os moradores do Jardim Eldorado que continuam desamparados pelo governo da prefeita Fabia Porto (PRTB).

A reportagem conversou com os moradores e não houve uma pessoa que elogiasse o trabalho de Fabia Porto à frente da Prefeitura de Santa Isabel.

“Todo ano vem alguém aqui dizendo que vai arrumar isso aqui, é a maior nojeira”, disse Vanderlei Barros Ferreira, morador do Eldorado há mais de 30 anos, sobre ter que conviver com o esgoto diariamente na porta de sua casa.

“É só promessa, não fazem nada aqui. A prefeita não faz nada, não vale b… nenhuma. E ela ainda quer se candidatar de novo. Se depender do meu voto, ela está ‘arrumada’”, esbravejou Ferreira ao falar de Fabia Porto.

O amigo dele, Wilson Garcia dos Santos, concordou plenamente: “É isso mesmo. Ela aparece aqui, não faz merda nenhuma. Prometeu que ia trazer ‘Deus e o mundo’ para o Eldorado, não trouxe nada.” “Ela tinha é que ter vergonha na cara de se candidatar de novo”, completou Santos. “Aqui está abandonado. O bairro está abandonado”, afirmou, Ferreira, ao lado de seu amigo.

Outra pessoa indignada com a situação do Eldorado é Nataliana Brito, que mora na Avenida Jânio da Silva Quadros. “Para mim, é tudo”, resumiu, sobre o que precisa de ser feito para melhorar as condições das pessoas que moram naquela parte da cidade.

A Avenida Jânio da Silva Quadros é uma via cujas moradias estão em uma área de risco, pois as casas foram construídas em cima de barrancos, onde qualquer deslize pode acarretar num desabamento de uma delas ou até mesmo na queda de um veículo que perca o seu controle e vá parar somente sobre uma das residências.

“Eu moro aqui [nesse momento ela apontou para sua casa]. Naquela casa de trás, já chegou a cair um carro”, revelou a moradora.

“Até tinha uns cones aqui, esses dias caiu um em cima da minha casa, quase caiu na cabeça das crianças. Puseram isso aqui à toa, porque não vai proteger nada. Se tiver que vir um carro, bate no cone e cai para baixo”, comentou, desolada.

Prefeitura tira o corpo

“Informamos que água e esgoto são de responsabilidade da Sabesp e é uma questão vivenciada há anos em um trecho do bairro, o que não impediu de a prefeita notificar e protocolar junto à empresa soluções para a situação. Reafirmamos que água e esgoto são de responsabilidade da SABESP. Quanto às pessoas que construíram as casas em áreas de risco. São constantemente atendidas e atendidas pela Defesa Civil.Reafirmamos também que muito se fez pelo bairro, inclusive a entrega das matrículas para a regularização do local está em andamento, não podendo ser entregue somente por causa do período eleitoral”, diz a gestão Fabia Porto.

Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*