Operação da Polícia Federal chega em Mogi e Itaquá

A PF investiga irregularidades que teriam acontecido na compra de materiais destinados a creches das duas cidades   

Da Redação / Foto: Divulgação

Uma operação da Polícia Federal realizada nesta quinta-feira (21) para combater o desvio de recursos públicos destinados a CEI (Centros de Educação Infantil) e creches com convênios firmados com a cidade de São Paulo, também cumpriu mandatos de busca e apreensão nas cidades de Mogi das Cruzes e Itaquaquecetuba.

A operação batizada de Daycare, uma alusão às creches alvo dos desvios, apura crimes de peculato, falsificação de documento público, falsificação de documento particular, sonegação de contribuição previdenciária e participação em organização criminosa.

Participam da ação 85 policiais federais e nove servidores da Receita Federal. Ao todo, são cumpridos 22 mandados de busca e apreensão, sendo um em Itaquá, um em Santana do Parnaíba, três em Mogi das Cruzes e 17 em São Paulo.

Os mandados foram expedidos pela 8ª Vara Criminal da Justiça Federal de São Paulo, que também determinou o sequestro de veículos, bens imóveis e valores depositados em contas bancárias equivalentes aos recursos desviados.

“Foi constatado que os sócios de cinco escritórios de contabilidade investigados criaram organizações da sociedade civil que passaram a gerir creches (…) Objetivando obter e potencializar vantagens econômicas com as atividades de apoio prestadas, os escritórios de contabilidade passaram a simular despesas e se apropriar dos valores repassados pelo ente público (com subsídios da União) para fazer frente a tais despesas inverídicas”, disse, em nota, a PF.

Segundo a PF a organização, a partir do cruzamento de informações de prestações de contas com dados do sistema de arrecadação da Receita Federal, que apoia a operação, “confirmou-se que 1.119 prestações de contas foram fraudadas com documentos falsos totalizando R$ 14.229.486,49 de valores desviados”.

A Polícia Federal diz que constatou que mais de um quarto das aquisições feitas pelas creches de São Paulo são responsabilidade de oito fornecedoras registradas em nome de parentes e funcionários dos sócios pelos escritórios de contabilidade.

Uma informação dá conta de quem em Itaquá ao menos uma pessoa teria sido presa na operação da PF.

Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*