Os prefeituráveis de Salesópolis

Mesmo em meio à pandemia de coronavírus, nomes de pré-candidatos a prefeito são debatidos

Por Lailson Nascimento / Fotos: Bruno Arib|Marcelo Fontes|Divulgação

Ainda que a realização das eleições municipais previstas para esse ano dependa, dentre outras coisas, da diminuição no número de casos de Covid-19, nos bastidores o tema volta a ganhar força nas rodas de conversa do Alto Tietê.

Em Salesópolis, cidadãos mais atentos ao processo eleitoral já apontam os nomes de pré-candidatos que devem disputar a prefeitura contra o atual detentor da cadeira, Vanderlon Gomes (PL) – cuja participação no futuro pleito é praticamente certa.

Do legislativo, ao menos dois nomes despontam como pré-candidatos à disputa pelo Poder Executivo.

Um deles é o vereador Claudio do Prado Moraes (DEM), o Claudinho do Som, que deverá contar com o apoio do deputado estadual Estevam Galvão.

Rodolfo Marcondes (PDT) é o outro parlamentar no exercício de mandato cujo nome é apontado como pré-candidato a prefeito de Salesópolis. Para que a pré-candidatura se confirme, no entanto, ele terá que contar com o apoio do ex-prefeito Benedito Rafael da Silva, que se filiou ao mesmo partido recentemente.

Por fora

O PSDB ensaiou lançar o empresário Rafael Faria, o Rafael do Restaurante. Em fevereiro, o coordenador regional dos tucanos, Marcus Melo – prefeito de Mogi das Cruzes – chegou a participar do ato de filiação do proprietário de restaurante. Pouco mais de um mês depois, Rafael publicou nota de esclarecimento `à população comunicando a desistência de participar do pleito.

Diante da precoce desistência, o nome de Antonio José Ferreira Junior, conhecido como Juninho, passou a figurar como pretenso pré-candidato pelo PSDB à Prefeitura de Salesópolis.

Outro partido que também corre por fora é o PT. Filiado ao partido, o professor José Luiz Padilha Aguilar possui bom trânsito junto às altas lideranças estaduais da agremiação, que podem ajudá-lo a consolidar sua participação na disputa.

Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*