Paciente é transferido para hospital de Barreto para tratar de câncer raro

A transferência aconteceu após um mês de espera e aflição da família que sofreu com ele que estava internado no Hospital de Bertioga

Por Aristides Barros / Foto: Divulgação

Terminou hoje parte do drama do motorista Renildo dos Santos Brito, 34 anos, e de sua família, que há um mês aguardavam vaga no Hospital de Amor, na cidade de Barretos, onde ele vai receber tratamento adequado para um tipo raro de câncer, que foi diagnosticado no HMB (Hospital Municipal de Bertioga), onde Brito estava internado desde o dia 12 de dezembro de 2021. 

A transferência do paciente aconteceu por volta das 3 horas desta terça-feira (12) e já por volta das 10 horas ele chegou ao hospital, em Barretos, informou a diarista Flávia Ferreira dos Santos, 39 anos, que é esposa do motorista. A informação de que seu marido seria transferido foi passada a ela no domingo (10) por Rodrigo Betarelli, que é o diretor clínico do HMB. O jornal LEIA indagou a Prefeitura de Bertioga quando aconteceria a remoção do paciente.

Em nota a Assessoria de Comunicação da administração municipal bertioguense respondeu: “A Secretaria de Saúde recebeu a informação da vaga disponível por telefone. Ainda estamos no aguardo do documento formalizando a vaga cedida ao paciente. De qualquer forma, a transferência está sendo organizada para acontecer amanhã (hoje), dia 12 de janeiro. Como serão muitas horas de translado, a Secretaria de Saúde e o Hospital Municipal, fornecerão equipe médica e de enfermagem para acompanhar o paciente até o Hospital do Câncer de Barretos”.        

Brito sofre de câncer ósseo que lhe inflige fortes dores que não cessam nem com a aplicação de morfina. O câncer foi detectado por meio de exames de tomografia e ressonância que trouxeram a dura realidade. O motorista tem um câncer raro no sacro, que é um osso de formato triangular localizado na base da coluna, próximo às nádegas.

Especialista

O Hospital de Amor – antigo Hospital Municipal de Barreto – é especializado em tratamento de câncer e acolhe pacientes de várias cidades do Estado.  A Secretaria de Saúde Bertioga enviou a documentação para a transferência do paciente em 24 de dezembro e só agora no início de janeiro “abriu” uma vaga possibilitando a transferência. O caso teve grande repercussão nas redes sociais após a reportagem feita pelo jornalista Willian Santos, repórter do jornal Edição Extra.

Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*