Pesquisa prevê eleição embolada para a Prefeitura de Caraguatatuba

Por Lailson Nascimento / Arte: André Jesus

Assim como nas eleições de 2016, quando a concorrência para o Poder Executivo foi decidida por exatos 37 votos, a disputa pela Prefeitura de Caraguatatuba promete ser acirrada este ano. É o que demonstra a primeira pesquisa de opinião pública eleitoral registrada no município. O levantamento foi realizado pela empresa Orca Marketing e Pesquisa, com exclusividade para o jornal LEIA. Segundo o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Caraguatatuba tem 98.545 eleitores.

Diante dos diversos cenários apresentados aos entrevistados, a quantidade de eleitores indecisos só não é superior à preferência por um dos pré-candidatos quando o nome do ex-prefeito Antônio Carlos (PSDB) está entre as opções para intenção de voto. Confira todas as simulações de disputas.

A dúvida, entretanto, é quanto à própria autorização da candidatura do tucano por parte da Justiça Eleitoral. Caso ele realmente não participe das eleições, o nome mais cotado do PSDB é de seu filho, Mateus Veneziani.
Pré-candidato a prefeito de Caraguatatuba pela primeira vez, o coronel da Polícia Militar José Eduardo Stanelis (PRTB), o Coronel Stanelis, é o que mais se beneficia com o cenário embolado, surgindo como terceira via. Além de estar praticamente empatado com o prefeito Aguilar Junior (MDB), considerando a margem de erro, Coronel Stanelis possui o menor índice de rejeição entre todos os pré-candidatos.

Diante do resultado obtido, a Orca Marketing e Pesquisa também calculou o índice de rejeição dos pré-candidatos. Questionados sobre quais dos nomes eles jamais votariam, os entrevistados poderiam votar em mais de uma opção. Nesse contexto, o atual prefeito lidera o índice de rejeição do eleitor caraguatatubense, com 33%.

Contratada pelo LEIA, a pesquisa foi realizada pela empresa entre os dias 10 e 12 de setembro de 2020 e ouviu 597 pessoas. A margem de erro é de 4 pontos percentuais para mais ou para menos, com índice de segurança de 95%.

Conforme a diretoria da empresa, “toda a coleta de campo é digitalizada, feita por aparelhos eletrônicos”, o que impede eventuais irregularidades que possam ser cometidas na pesquisa.

Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*