Prefeito de Poá ensaia fechar Hospital Municipal Guido Guida

Informação gera medo em população que depende da unidade; prefeitura não se manifesta

Por Gabriel Dias / Foto: Bruno Arib

Quem mora em Poá certamente ouviu a notícia de que o hospital referência da cidade, Doutor Guido Guida, pode a qualquer momento fechar suas portas em decorrência de uma potencial crise econômica que o município deve atravessar com a saída da sede do banco Itaú do município.

De acordo com fontes, o suposto fechamento do hospital está atrelado à saída da sede do Itaú da cidade, já que a arrecadação com ISS (Imposto Sobre Serviços) deve cair significativamente, podendo levar a Prefeitura de Poá a realizar cortes de gastos para sustentar outras despesas.

O que chama atenção é que na mira dos cortes de gastos estaria o Hospital Doutor Guido Guida, que segundo o vereador poaense Saulo Souza (SD) atende 800 pessoas por dia, sendo 300 atendimentos voltados para área de pediatria e 80 cirurgias de baixo risco.

Ao falar com a GAZETA por telefone, o parlamentar garantiu que se o prefeito Gian Lopes (PL) realmente parar os atendimentos no hospital, “ele [prefeito] terá que fechar as portas do local comigo dentro.” E acrescenta: “Nós, enquanto Câmara, vamos lutar contra essa possível ação de fechamento do hospital, e caso isso aconteça vamos acionar o Ministério Público de qualquer maneira”, garante.

Para Saulo Souza, o corte de gastos de Poá deveria acontecer “nas regalias que o prefeito e sua equipe têm, e não naquilo que o povo mais precisa.”

Ainda de acordo com o parlamentar, Gian Lopes está aos poucos recuando da decisão. A informação de que o Hospital Guido Guida poderia encerrar suas atividades foi vinculada em uma rádio de Mogi das Cruzes. O jornal procurou a prefeitura para ter detalhes da decisão, porém, Gian Lopes não se manifestou.

FALA, POVO – Heligton Norberto, 45 anos, confessa que o hospital deixa muita coisa a desejar, mas por outro lado diz: “É o que tem para hoje, se fechar mesmo, muita gente vai sofrer.” “O incrível é que o prefeito Gian Lopes até agora não fez nada pela cidade, e quando ele decide fazer, já logo fecha o único hospital”, ironiza.

Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*