Presidente da Câmara de Mogi visita Hospital Luzia de Pinho Melo

Mauro Araújo foi recepcionado por diretores do Hospital Luzia. Foto: Marcelo Alvarenga/CCMC

 

O presidente da Câmara Municipal de Mogi das Cruzes, Mauro Araújo (PMDB), em visita na manhã de sexta-feira, dia 4, ao Hospital das Clínicas Luzia de Pinho Melo, no Mogilar, foi informado de que, em abril, a unidade deve alcançar a capacidade de 30 implantações de marca-passos por mês. O parlamentar também ficou sabendo que o hospital teve seu certificado de excelência renovado pelo Ministério da Saúde, em fevereiro, e que as obras para implantação da radioterapia continuam em andamento, entre outros dados fornecidos.

O vereador foi recebido pelos médicos Luiz Carlos Barbosa, diretor-clínico do Hospital, e por João Luiz de Miranda Rocha, diretor-técnico. “Estamos fazendo visitas de cortesia a várias instituições e queremos uma aproximação, com o objetivo de ajudar a melhorar o sistema de saúde em Mogi”, disse o vereador.

O hospital iniciou este ano a implantação de, em média, cinco marca-passos, desfibriladores e ressincronizadores por mês. “Em abril, deveremos atingir entre 25 e 30 procedimentos de implantação destes equipamentos por mês”, disse Rocha.

Barbosa completou: “Temos 400 pacientes que também fazem um controle de equipamentos já implantados, que passam por nosso monitoramento. Estamos falando de equipamentos de alto custo, sendo que o ressincronizador, por exemplo, pode chegar a R$ 50 mil”, disse.

Mauro Araújo perguntou sobre suposto reflexo da crise econômica no cotidiano do hospital. “Muitas pessoas estão ficando desempregadas e acabam sem os planos. Como está esta questão?”.

Segundo Rocha, são cerca de 30 mil atendimentos por mês. “O que dá uma média de 1.000 por dia, vindos das 11 cidades da região, inclusive Guarulhos”. O diretor clínico lembrou que o fato de o Luzia ser referência atrai pacientes com convênio. “Cerca de 30% dos atendidos no Pronto-Socorro têm plano privado”, disse.

Mauro lembrou que a Câmara está trabalhando para ajudar a instalar maternidade público-privada na região; e explicou aos profissionais que o mesmo modelo pode ser adotado em outros serviços de saúde. “A questão da maternidade é importante porque tínhamos quatro e agora estamos com duas. Aprovamos uma lei de parceria público-privada. Sei que o governo do Estado já está fazendo quatro hospitais neste modelo e estamos à disposição para avançarmos nesta questão aqui na região também”, disse.

 

Certificado

O Hospital Luzia de Pinho Melo teve seu certificado de nível 3 em excelência renovado pela ONA (Organização Nacional de Acreditação), do Ministério da Saúde, em fevereiro deste ano. “É uma certificação que nenhum hospital particular da região possui”, lembrou o diretor-técnico, João Rocha. Mauro parabenizou. “Os vereadores precisam fiscalizar o serviço público, mas também é importante reconhecer os avanços positivos e hoje o Luzia é um hospital de referência”.

Na unidade, trabalham cerca de 1.400 profissionais, dos quais aproximadamente 400 são médicos.

Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*