Primeiro arrumar a mudança e depois mudar

Da Redação / Arte: André Jesus

O prefeito Caio Cunha navega no seu primeiro mandato no comando da cidade mais importante da região. Isso devido ao contexto histórico que a partir de Mogi das Cruzes surgiram as demais cidades do Alto Tietê, todas elas, invariavelmente, de grande importância dentro do cenário estadual e nacional, porque, é desnecessário dizer, formam o país. A vida que flui dos municípios é a respiração do Brasil, atualmente sufocado.

Uma frase de exacerbada pretensão que é slogan do governo sugere que se “mude o Brasil a partir de Mogi das Cruzes”. Por dentro, e isso é bem cristalino, causa uma ponta de orgulho aos mogianos pensar que decisões boas tomadas na cidade possam servir ao plano nacional de parar a rotação do país pela ladeira. Por razões óbvias, a oposição jamais externaria esse orgulho.

Pensa grande quem é grande. Mogi é grande. No entanto, pequenos grupos, ainda de grande influência, agem nos porões sabotando alguns trabalhos da gestão. Perderam o poder, mas, igual a carrapatos, estão colados nas feridas que abriram e, por elas, continuam a se alimentar do sangue da cidade.

O governo dedetiza as ameaças parasitas que respondem ardilosamente ao temor de perder os poucos refúgios mantidos. Daí a importância de pensamentos altaneiros, incentivadores de que é possível conquistar um objetivo quando se parte de algum lugar. Mogi não vai mudar o país, todavia, as mudanças na política local já quebraram um círculo de poder que há anos entorpecia o município. Se libertar do vício e dos ‘gigantes’ já foi ótimo.

Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*