Quero ajudar a recuperar o País, diz Moacyr Fernandes, que concorre a federal

Candidato pela 1ª vez, ele está há 30 anos na política

 

Por Lailson Nascimento / Foto: Bruno Arib 

 

Candidato a deputado federal pela primeira vez, Moacyr Fernandes (PROS) participou de um bate-papo transmitido ao vivo pelo Facebook da GAZETA na segunda-feira (1). Durante a conversa, ele falou sobre as suas propostas para a Câmara dos Deputados, em Brasília.


Morador de Itaquaquecetuba há mais de 30 anos, o filiado ao PROS também está na política há mais de três décadas. Funcionário da Prefeitura de São Paulo desde a década de 1980, o candidato a deputado federal garante ter reunido experiência suficiente no maior governo municipal da América Latina.


Ao longo da entrevista Moacyr Fernandes ressaltou que é militante do setor de políticas públicas sociais. Mas, no entendimento dele, não basta ajudar o cidadão. É preciso oferecer à população ferramentas mais acessíveis para a fiscalização direta dos atos públicos.


“Todo deputado federal tem direito a nomear pelo menos 30 funcionários para o seu gabinete. A minha proposta é utilizar 20 dessas vagas para cidadãos aleatórios. E de que forma vai acontecer isso? Nós vamos receber os currículos de profissionais de todo o Estado de São Paulo. A partir daí vamos selecionar 20 assessores, de cidades diferentes, para que eles nos ajudem a distribuir as nossas emendas e, ao mesmo tempo, fiscalizar os atos dos governos federal, estadual e, principalmente, municipais. Os cidadãos comuns também terão um canal direto com o nosso gabinete para nos ajudar a combater a corrupção nas cidades”, falou.


Defensor “dos bons costumes”, Moacyr Fernandes concluiu a sua entrevista pedindo o apoio dos eleitores que prezam “pela política do bem.” “Chega de roubalheira e promiscuidade. Eu quero ajudar o próximo presidente, o próximo governador e os prefeitos a colocarem o País em ordem. É por isso que coloco o meu nome à disposição dos eleitores de Itaquaquecetuba e do Alto Tietê”, concluiu.

 

Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*