‘Ranking de Competitividade’ aponta Itaquá como o menos competitivo de todo o Estado

O estudo faz comparações entre todas as 405 cidades do país com mais de 80 mil habitantes

Por Giovanna Figueiredo / Foto: Bruno Arib

Terminadas as eleições municipais – exceto Mogi das Cruzes, cuja disputa ao majoritário ficou para o 2º turno -, crescem as expectativas com relação aos novos governantes. Eleito com 94,6 mil votos (62,10%), Delegado Eduardo Boigues (Progressistas) tem um dos principais desafios do Alto Tietê: tirar Itaquaquecetuba da posição de cidade menos competitiva entre aquelas com mais de 80 mil habitantes em todo o Estado de São Paulo.

O Ranking de Competitividade dos Munícipios, realizado pelo CLP (Centro de Liderança Pública) em parceira com a Gove Digital e o Sebrae, apresenta resultados detalhados de 405 municípios do país com mais de 80 mil habitantes, a partir de 55 indicadores, distribuídos em 12 pilares temáticos considerados fundamentais para a promoção da competitividade e melhoria da gestão pública das cidades brasileiras. Seis cidades do Alto Tietê aparecem no estudo, com Itaquaquecetuba aparecendo na pior posição.

Indicadores de Sustentabilidade Fiscal, Funcionamento da Máquina Pública, Acesso à Saúde, Qualidade da Saúde, Acesso à Educação, Qualidade da Educação, Segurança, Saneamento e Meio Ambiente, Inserção Econômica, Inovação e Dinamismo Econômico, Capital Humano e Telecomunicações são levados em consideração.

Na classificação geral, o melhor município da região é Mogi das Cruzes, que ocupa a posição 82, com nota 53,40, e o pior é Itaquaquecetuba, que figura na 279ª colocação, com nota 43,07. Arujá está na posição 86, com nota 43,83, Poá ocupa a 140ª colocação, com nota 50,31, Suzano está na posição 176, com nota 48,80, e Ferraz de Vasconcelos na posição 261, com nota 48,83.

No Cluster G100, que se refere à classificação da FNP (Frente Nacional de Prefeitos) para designar o grupo de municípios que possuem alta vulnerabilidade socioeconômica e baixa renda per capita, constam duas cidades da região: Ferraz de Vasconcelos e Itaquaquecetuba. Novamente Itaquá ocupa a pior classificação do Estado, na posição 28 de um grupo de 107 municípios do país.

Positivos

Suzano aparece entre os cinco melhores colocados em dois dos principais indicadores. O primeiro está no item de Sustentabilidade Fiscal, pois a cidade ocupa o 4°lugar no quesito, com nota de 95,01. Já o segundo é o indicador de acesso à educação, no qual o município conquistou a nota 77,47, terminando na quinta colocação nacional.

No tema segurança, no eixo mortalidade nos transportes, o destaque é Poá, que obteve nota 99,45 e ocupa a quinta posição.

Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*