Reinaldo Nunes cobra Prefeitura de Santa Isabel sobre abandono de UBS

Apesar de ter concluído 98% da obra, Fábia Porto aguarda ‘chuva passar’ para retomar construção

Por Gabriel Dias / Fotos: Bruno Arib

Nesta semana, a GAZETA realizou uma transmissão ao vivo em frente à UBS (Unidade Básica de Saúde) do Jardim das Acácias, em Santa Isabel, que até hoje não foi entregue à população. Na ocasião a reportagem, com apoio do vereador Reinaldo Nunes (PTB), mostrou inúmeras irregularidades na obra que deveria ser entregue em junho de 2018, o que até hoje não aconteceu.

Devido à situação, Reinaldo protocolou uma denúncia no MP-SP (Ministério Público de São Paulo) na própria quinta-feira (19), logo após a transmissão ao vivo.

Nos arredores do prédio, vaso sanitário e lavatórios foram quebrados e jogados ao relento. De acordo com Reinaldo Nunes, o material estava instalado dentro da unidade. Na parte interna da unidade, o piso está oco em algumas partes. Os vasos sanitários foram arrancados e alguns lavatórios também. O mofo já tomou conta de algumas salas, vidros e janelas foram quebrados e as caixas do lado de fora da unidade que seriam responsáveis por coletar os dejetos do posto estão entupidas de barro e com canos expostos ao sol e à chuva.

“O local já foi até periciado pela Polícia, já que vândalos furtaram alguns objetos”, lembrou o vereador. “É difícil ver o dinheiro dos isabelenses jogado fora desta maneira. Isso aqui é o imposto do morador da cidade que foi desperdiçado”, reclamou Reinaldo, acrescentando: “A administração precisa ser punida. Quem vai pagar esse erro é a população, mas quem deveria arcar com essa despesa é a prefeita e seu secretário, que no final do mandato vão ficar tranquilos enquanto a cidade fica em caos.”

Reinaldo ainda mostrou, em alguns pontos envolta do prédio, imensas erosões no chão e uma notória movimentação do solo que pode causar, segundo ele, futuros deslizamentos. A situação se deve, ainda de acordo com ele, ao fato de que a terra utilizada para o assentamento do espaço que recebeu a obra ser argilosa. “Isso aqui se tornou perigoso. O mato já tomou conta de alguns pontos da obra, ou seja, o abandono está claro aqui. Quando a prefeitura for retomar a obra, vai gastar mais do que investiu no começo”, finalizou.

PREFEITURA – Em nota, a Prefeitura diz que 2 mil pessoas serão beneficiadas com a UBS. Já os serviços devem ser retomados quando a chuva cessar. “Já existe o projeto e autorização para início dos trabalhos finais da obra, assim como fechamento da unidade, no entanto, com o período de fortes chuvas, foi necessário adiar”, diz a nota. “Já existe um pedido de licitação em andamento que deve sair nos próximos dias. E desse modo, os 2% restantes da obra serão concluídos em breve.”

Obra da UBS vai parar no Ministério Público mais uma vez

Ainda na expectativa de agilizar a conclusão da obra da UBS (Unidade Básica de Saúde) do Jardim das Acácias, o vereador Reinaldo Nunes (PTB) reforçou, nesta semana, sua denúncia no MP-SP (Ministério Público de São Paulo) alegando que por diversas vezes o assunto foi denunciado por meio de reportagens e também em sessões da Câmara Municipal de Santa Isabel.

No atual documento protocolado no Ministério Público, Reinaldo afirma que o local está abandonado pela gestão da prefeita Fábia Porto (PRB), e também a mercê do vandalismo e de criminosos que furtam os equipamentos antes instalados no prédio, além da deterioração da obra pela falta de manutenção no espaço.

O documento ainda registra o fato de não existir nenhum muro envolta da construção para manter o espaço ao menos seguro, nem mesmo monitoramento por câmeras de segurança ou vigia municipal.

“É a maneira que temos para exigir que a prefeitura tome providências e termine logo essa obra, ajudando assim o povo que tanto precisa”, ressaltou Reinaldo Nunes.

TCE confirma que obra do posto está atrasada

A obra da UBS (Unidade Básica de Saúde) do bairro Jardim das Acácias, em Santa Isabel, avaliada em R$ 544 mil, também está discriminada no site do TCE (Tribunal de Contas do Estado de São Paulo). O órgão estadual confirma que a obra está atrasada, e que deveria ter sido entregue no dia 6 de junho de 2018. A construção deste prédio só foi possível por meio de um convênio federal.

Ainda segundo o Tribunal de Contas, da quantia de meio milhão de reais prevista para a obra, cerca de R$ 437,1 milhões já foram pagos pelo serviço.

Em agosto de 2019 a GAZETA publicou reportagem na qual uma denúncia contra o secretário de Serviços Municipais, Rodrigo Butterby, teria supostamente extorquido o dono da empresa Serracon – responsável por construir a UBS. Segundo a denúncia, Butterby teria exigido do proprietário da empresa caixas de cerveja, mesadas, latas de tinta, celulares e livre acesso para comandar a obra do posto de saúde.

Nesta época, o próprio dono da empresa procurou o vereador Reinaldo Nunes (PTB), que denunciou na Câmara o suposto caso de extorsão.

Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*