Reinaldo Nunes: “O transporte de Santa Isabel tem de ser tarifa zero”

Ideia do parlamentar é garantir transporte público municipal de qualidade e sem custo para o usuário, fomentando a economia e gerando empregos

Da Redação / Divulgação

Neste mês o vereador de Santa Isabel, Reinaldo Nunes (Avante), foi até Vargem Grande Paulista, na região Oeste da Grande São Paulo, e se reuniu com o prefeito Josué Ramos (PL). O objetivo da visita foi coletar detalhes sobre como funciona o transporte público a custo zero naquela cidadejá que Reinaldo quer implantar o mesmo modelo no município de Santa Isabel.

“Busquei conhecimento em outra cidade para saber como posso fazer em Santa Isabel. Em Vargem Grande deu certo, e o município tem características parecidas com a nossa cidade, ou seja, é possível sim os isabelenses andarem de ônibus na cidade sem precisar pagar nada”, garante o parlamentar.

Para o vereador, implantar esse sistema significa, também, o combate direto à corrupção no setor do transporte público, como por exemplo “compras de mansão ou pagamentos ilícitos, e assim, ofertar aos munícipes um serviço gratuito e eficaz”, frisa.

“Devido ao caos que Santa Isabel vive em relação ao transporte público, que começa com corrupção, pagamentos ilícitos e veículos sucateados, fui buscar medidas que dessem certo na cidade, e tive a honra de conhecer o município de Vargem Grande, lugar em que a iniciativa foi promissora”, ressalta.

Segundo o vereador, um requerimento sobre o assunto foi aprovado na terça-feira (19), em sessão na Câmara Municipal, e agora resta à Prefeitura de Santa Isabel dar início aos estudos.

Como funciona

Segundo explicação do parlamentar, a prefeitura deve abrir um FMT (Fundo Municipal de Transporte) onde todo o dinheiro aplicado neste setor fique guardado, e só possa ser utilizado em reformas de pontos de ônibus e outros serviços específicos para o transporte municipal.

Ainda de acordo com o vereador, esta medida ajuda até as empresas de Santa Isabel no custo final com o vale transporte de seus funcionários.

“Têm empresas na cidade que pagam 100% de vale-transporte, mas com esta iniciativa, estas mesmas empresas passarão a economizar muito com vale, podendo investir em outras áreas, e outro ganhador é o próprio funcionário, que não vai ter o desconto de 6% de vale-transporte no seu salário”, garante.

Outra maneira de colher recursos para manter o programa de tarifa zero são as multas que o município arrecada, e também, o serviço de Zona Azul.

“Nosso objetivo, é garantir que todos saiam ganhando, mas, principalmente, o usuário final, ou seja, as pessoas que todos os dias precisam do transporte municipal para ir e vir do trabalho ou de casa”, conclui Reinaldo Nunes.

Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*