Renata Abreu fala de reforma política e da força do Podemos na região do Alto Tietê

Parlamentar “Brasiliense” detém cargo em comissão que altera o sistema eleitoral

Por Aristides Barros / Foto: Câmara dos Deputados

A presidente nacional do Podemos e deputada federal Renata Abreu falou à GAZETA sobre os trabalhos da PEC 125/11 (Projeto de Emenda à Constituição), em que ela é relatora e que está prevista para ser votada na Câmara dos Deputados até o dia 4 de agosto. A parlamentar falou aos jornalistas quando a equipe do jornal esteve em Brasília.

Além do polêmico “distritão”, que pode ser o novo sistema eleitoral de votação no Brasil, ela falou que a PEC está debruçada na maior inserção das mulheres na política por meio das cadeiras efetivas. Renata Abreu disse que referente a isso está sendo discutida a inclusão de políticas partidárias para o incentivo ao investimento nas candidaturas femininas.

Ela também destacou os projetos de incentivo a participação do povo nos debates com a redução no número de assinaturas e projetos de iniciativa popular. A inclusão de plebiscitos durante o momento da eleição e a institucionalização dos mandatos coletivos, que já existem no país, mas sem nenhuma regulamentação, também fazem parte da proposta.

Região

Ao falar sobre o Alto Tietê, a deputada assinalou que tem muito carinho pela região e lembrou que foi onde o Podemos conseguiu uma das primeiras prefeituras, ganha em Itaquaquecetuba. Agora o partido venceu em Mogi das Cruzes com o prefeito Caio Cunha, que também é do Podemos. “Temos um grupo muito forte e coeso naquela região”, pontuou a deputada.

Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*