Retorno das aulas em Arujá está previsto para o mês de junho

Em alinhamento com governo federal, Educação de Arujá altera o calendário escolar de 2020

 Por Giovanna Figueiredo / Foto: Divulgação

Ontem (1), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), assinou a Medida Provisória nº 934, que desobriga, apenas nesse ano, as escolas de educação básica, bem como as faculdades de cumprirem os 200 dias letivos. Diante disso, Arujá anunciou mudanças no calendário escolar, com retorno das aulas previsto para 1° de junho.

De acordo com a secretaria de Educação a mudança visa adequar o calendário da rede municipal de ensino para garantir 800 horas mínimas previstas na Lei de Diretrizes e Bases da Educação.

Diante da pandemia e para evitar os avanços da COVID-19, a cidade optou por antecipar o recesso escolar, que estava previsto para o mês de julho, e suspender as atividades escolares.

“Nossas decisões têm por objetivo tão somente alinhar o calendário das nossas escolas às medidas tomadas pela Secretaria Estadual de Educação e pelo Ministério da Educação. Por isso elas podem sofrer alterações a qualquer instante”, explica a secretária de Educação, Priscila Sidorco.

Priscila informou que os períodos de suspensão das aulas somam 38 dias letivos, correspondes a 190 horas, portanto o ano de 2020 terá 162 dias letivos e 810 horas de aulas.

“É importante destacar que estamos trabalhando com um planejamento embasado no limite da lei, mas que as aulas sim podem retornar antes, caso o cenário mude”, pontua.

Diante da ampliação da suspensão das aulas, a equipe pedagógica da secretaria e os gestores das escolas municipais estão buscando alternativas para orientar os pais a desenvolverem uma rotina de estudos com os filhos, estimulando o hábito de estudar e revisando os conteúdos.

Calendário escolar – Arujá

  • 19/03 a 03/04 – Suspensão das Aulas
  • 06/04 a 22/04 – Antecipação do recesso escolar (previsto inicialmente entre os dias 13 e 24 de julho).
  • 23/04 a 29/05 – Suspensão das Aulas
  • 01/06 – Retorno previsto

Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*