Rodovia Dutra marca mais um ano de peregrinação de fiéis a Aparecida

Estilo Romano de cultuar ‘Nossa Senhora Aparecida’ se torna a cada ano mais comum

Por Gabriel Dias / Fotos: Bruno Arib

Na tarde da última quarta-feira (09), um grupo de 15 romeiros de Diadema caminhavam às margens da Rodovia Presidente Dutra próximo ao município de Santa Isabel. No uniforme do grupo estava o rosto de Guilherme, de 7 anos. Os romeiros disseram que caminhavam até à Basílica de Aparecida pedindo mais saúde e proteção ao menino que não consegue falar e nem se movimentar. Logo atrás, outro grupo de romeiros, no entanto, em número reduzido, apenas três. Eles vinham de Osasco.

Como maneira de ajudar os peregrinos que passam entre Arujá e Santa Isabel, um grupo de voluntários resolveu montar um ponto de apoio no posto Rancho da Pamonha, com café, massagem, água, comida e uma pequena capela para oração e lugares para dormir.

Por lá estava Paulo Perez, 65 anos, de Santo André. O idoso caminha pelo segundo ano consecutivo e sempre sozinho. O que motiva Perez a enfrentar o frio, o sol, a chuva e os caminhões que passam ao seu lado por centímetros é sua neta. A jovem, ainda criança, nasceu com problemas sérios nos rins, e apenas um milagre pode salvá-la, por isso, ele caminha sem olhar p ara trás.

As histórias são emocionantes e comovem qualquer pessoa que pretenda escutá-las. Ao ceder entrevista para GAZETA, Perez levou parte da equipe e voluntários ao choro quando citou a luta que sua neta trava todos os dias para sobreviver.

Até uma noiva vestida para o casamento passou pelo posto de apoio do Rancho da Pamonha. Ela e seu noivo caminharam do Jaçanã até a Basílica para o casamento que aconteceu nesta sexta-feira (11).

Vera Lucia, proprietária do posto Rancho da Pamonha, cedeu pela segunda vez o pátio de seu comércio para apoio aos romeiros. “Difícil não se emocionar, para nós é uma grande alegria poder ajudar quem tanto tem fé”, explica. Até este sábado, 12 de outubro, um dos maiores santuários do mundo, o de Aparecida do Norte, deve receber cerca de 400 mil fiéis.

MORTES – Segundo a CCR – empresa que administra a Rodovia Presidente Dutra – em 2018 foram contabilizados 13 atropelamentos. Ainda de acordo com a empresa, este aumento representa 200% em comparação com o mesmo período de 2017. Neste ano (2019) a Concessionária registrou três mortes de romeiros por atropelamento.

Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*