Rota Imperial será novo atrativo turístico do Alto Tietê

A rota vai celebrar o bicentenário da Independência do Brasil e reproduzir a antiga ligação São Paulo – Rio de Janeiro, passando por cinco municípios da região

Da Redação / Foto: PMMC

Em 7 de setembro de 2022, será completado o bicentenário da Independência do Brasil. Mogi das Cruzes e o Alto Tietê estão na contagem regressiva para essa data, que será oficialmente celebrada com a entrega de uma nova rota turística. Trata-se da Rota Imperial, assim denominada pois seguirá o trajeto da antiga estrada que ligava São Paulo ao Rio de Janeiro nos tempos do império brasileiro, local por onde Dom Pedro I passou, culminando com a proclamação da Independência do Brasil.

Em Mogi das Cruzes, a rota começará em Sabaúna e seguirá até o distrito de Jundiapeba. O projeto foi apresentado junto ao Condemat (Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê) e despertou interesse em outras cidades da região, como Guararema, Suzano, Poá e Itaquaquecetuba. Assim, a proposta é que a Rota Imperial comece pela Igreja Nossa Senhora Da Escada, em Guararema, passe pela Catedral de Santana e Igrejas do Carmo, em Mogi, passe também por Poá e termine na Igreja Nossa Senhora D´Ajuda, em Itaquaquecetuba.

A rota passará tanto por áreas rurais quanto urbanas e será demarcada com placas, repetindo o sistema já utilizado em outras rotas turísticas que cortam a cidade, como a Rota da Luz e o Caminho do Sal. Será mais um atrativo turístico e um convite a revisitar a história do Brasil, de Mogi e do Alto Tietê para turistas, para os próprios cidadãos e também para os amantes de esportes, como bike, caminhada ou corrida.

A ideia da Rota Imperial surgiu da necessidade de implantar na cidade e no Alto Tietê uma rota que remeta ao antigo caminho entre São Paulo e o Rio de Janeiro, que foi tão utilizado por tropeiros e diversos outros povos e personalidades históricas. E o projeto acabou sendo conciliado à comemoração dos 200 anos da Independência do Brasil, que será em 2022.

Alguns desvios perante a rota original terão de ser feitos, por conta de questões como vias que hoje em dia têm a mão contrária da original e também locais que passam por propriedades hoje particulares. Mas, de forma geral, o trajeto será mantido o mais próximo possível do original.

Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*