São Paulo calcula estragos do temporal de segunda e Alto Tietê pode ter registro de chuvas hoje (11)

Órgãos ligados ao tempo alertam para chance de chuvas no Alto Tietê e Capital contabiliza prejuízos

Por Gabriel Dias / Foto: Divulgação

Depois do caos que a chuva causou na Capital Paulista ontem (10), pela manhã, funcionários da prefeitura realizam a limpeza de áreas e acessos importantes para o tráfego de veículos na região. Uma segunda-feira chuvosa e repleta de pontos alagados e com deslizamentos de terra obstruiu o trânsito da maior cidade do Brasil.

Pessoas ficaram ilhadas, carros ficaram abandonados depois que o nível da água abaixou, e só assim os estragos foram notados por equipes de rua da prefeitura. Segundo o CGE (Centro de Gerenciamento de Emergência), essa foi a chuva mais volumosa que São Paulo teve nos últimos anos – a mais próxima foi há mais de 20 anos.

Um dos maiores terminais Rodoviários de São Paulo, o Tietê, teve algumas viagens canceladas. Passageiros que puderam arcar com despesas pagaram hotéis, já aqueles que não tinham dinheiro dormiram no próprio terminal. A Rodoviária da Barra Funda também registrou cancelamento de viagens ontem, mas nesta terça (11) os serviços se normalizam em ambos os locais.

Já na região do Alto Tietê, na cidade de Suzano, no bairro Miguel Badra, testemunhas contam que o local continua debaixo d’água desde ontem, no entanto, esta informação ainda não foi confirmada por órgãos oficiais.

O Rio Jundiaí, em Mogi das Cruzes, no Distrito de Jundiapeba, ao menos ontem, conforme disseram famílias daquela região, faltou pouco para transbordar. Ainda em Mogi, no bairro Ponte Grande, houve registro de alagamento de uma rua.

CLIMA TEMPO – De acordo com o órgão de meteorologia, em Mogi das Cruzes, Guararema, Salesópolis e Santa Isabel, existe a possibilidade de 90% de chuva ainda hoje. Ainda segundo técnicos, o dia de hoje será parecido com o de ontem, chuvoso.

Em Arujá, Itaquaquecetuba, Poá, Suzano e Ferraz de Vasconcelos, a probabilidade de chuva é de 86%, no entanto, vale o mesmo recado, dia parecido com o de ontem.

SOLUÇÃO  – Segundo dados, a Prefeitura de São Paulo deixou de aplicar cerca de R$ 2,7 bilhões em obras preventivas às enchentes. Apenas R$ 1,1 bilhão foi investido nas últimas três gestões paulistas em obras desta categoria.

Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*