Saulo Souza avalia gestão Lopes

Parlamentar participou de entrevista ao vivo transmitida pela página da GAZETA no Facebook

Por Gabriel Dias / Foto: Bruno Arib

A GAZETA entrevistou, na última segunda-feira (4), o vereador poaense Saulo Souza (SD), em uma transmissão ao vivo pela página do Facebook. O assunto se deu em torno das promessas que o prefeito de Poá, Gian Lopes (PL) fez em campanha e não cumpriu. Para o vereador, as promessas do atual governo não se passam de um “estelionato eleitoral.” “A população está sofrendo”, afirma.

A transmissão contou com participação maciça de pessoas que vivem em Poá e estão descontentes com o atual governo. Saulo ainda completa alegando que a cidade vive um “cenário de desespero” e que “agora o prefeito corre para fazer alguma coisa, como passar tintas nas paredes, arrumar praças públicas, iniciar obras sem dotação orçamentária, entre outros problemas”, explica Saulo.

Para o vereador, o básico para Poá não foi feito. “Um exemplo é a segurança pública, que tem um quadro dramático. Temos 74 câmeras de segurança na cidade e, por três anos, todas praticamente estão inoperantes”, critica.

Lembrou também que Poá tem, nesse momento, apenas nove GCMs tomando conta da cidade, e segundo internautas que acompanhavam a entrevista, parte das viaturas destes GCMs está sucateada.

Saulo disse que foi prometido a reforma das escolas e que são mais de 60 colégios municipais, no entanto, apenas três passam por pequenos reparos, já o restante apresenta problemas de alvenaria e elétrica.

Ele ainda lembra da taxa de iluminação pública que as famílias pagam para o governo municipal, mas que ainda sim vivem praticamente no escuro. Houve também, segundo Saulo, a demissão de funcionários importantes da prefeitura poaense, como porteiros de escolas que limitam acesso de pessoas não autorizadas.

Citou tentativas de empréstimos milionários solicitados pelo prefeito Gian Lopes em nome da cidade em outros países, como na Bolívia, por exemplo, ordenados na quantia de R$ 120 milhões e que poderiam levar a cidade ao caos. Ao final da entrevista, que durou cerca de 50 minutos, Saulo e os internautas participaram de uma enquete sobre qual nota eles dariam para o governo Gian Lopes, entre zero e dez. Muitos optaram pela nota 0. Já o vereador Saulo Souza, ao ser motivado a dar sua nota, logo disse: “Menos que um”. Acompanhe a entrevista completa na página da GAZETA no Facebook.

Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*