Servidores de Itaquá decidem se entrarão em greve na sexta-feira

O segundo encontro visa garantir a participação mais efetiva dos trabalhadores

Por Lailson Nascimento / Foto: Divulgação

Os servidores públicos de Itaquaquecetuba vão decidir, na próxima sexta-feira (3), os próximos da categoria em relação à ameaça de retirada do pagamento de gratificações por NU (Nível Universitário). Uma futura greve não está descartada.

Em assembleia geral, organizada para as 17h, em frente à sede do Sinseri (Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Itaquaquecetuba), os funcionários públicos vão estabelecer os próximos passos na luta contra a Adin (Ação Direta de Inconstitucionalidade) da Câmara dos Vereadores que tinha a intenção de retirada da gratificação dos comissionados, mas prejudicou a todos servidores.

A presidente do sindicato, Clícia Damaceno, lembra a importância da participação de pelo menos um representante de cada setor.

“Não recebemos da prefeitura sequer um documento sobre a questão do NU. Ainda esperamos receber alguma informação. A próxima assembleia será fundamental, pois tendo em peso a categoria, ela decidirá as próximas ações da luta. Não podemos esperar mais. Temos que pressionar a administração e os vereadores”, concluiu Clícia.

Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*