Skatistas cobram reforma de pista em Santa Isabel

Por meio de emenda do deputado Roberto de Lucena, prefeitura tem para receber mais de R$ 220 mil, desde 2018, para iniciar as obras

Por Will Siqueira / Fotos: Bruno Arib

A Prefeitura de Santa Isabel ainda não recebeu nenhuma parte do dinheiro do Governo Federal provindo de uma emenda parlamentar liberada pelo deputado federal Roberto de Lucena (Podemos) para a modernização e melhorias da infraestrutura da pista de skate localizada no Jardim Monte Serrat (próximo ao Ginásio de Esportes da cidade).

O valor da verba federal foi de R$ 222.857.14 e o contrato entre a Caixa Econômica Federal, que autoriza o pagamento, e a Prefeitura de Santa Isabel foi assinado no dia 17 de julho de 2018.

Os skatistas que frequentam o local disseram que no início de 2019 a pista de skate do Jardim Monte Serrat sofreu uma reforma que, segundo eles, foi mal executada.

“O caixote, do lado esquerdo, ficou com as cantoneiras curtas; teve a retirada de um dos lados do mini-ramp, e no mesmo lugar onde está o mini-ramp, fizeram um cimentado não adequado”, descreveu um dos skatistas.

Ainda segundo os praticantes de skate, a falta de estrutura básica predomina no local, não havendo sequer um bebedouro. A iluminação, segundo as informações, também é precária. “Se não fossem os próprios skatistas cuidarem da pista, ela estaria pior”, esbravejou o skatista.

A assessoria do deputado Roberto de Lucena informou que “o recurso foi empenhado, e isso garante o valor para pagamento.”

“Houve algumas diligências da prefeitura, com questões referentes à titularidade da área, que já foram sanadas. Já tem o contrato com a Caixa Econômica Federal. Agora, a prefeitura está aguardando os 20% de pagamento para início da obra.”

Fios e árvore

A reportagem observou que os fios condutores de energia elétrica responsáveis pela iluminação do local estão esticados entre os galhos de uma árvore que há na calçada perto da pista de skate, o que, no mínimo, demonstra um relaxo.

Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*