Sobe para 81 o número de mortos pelo coronavírus na China

País asiático vive um de seus piores momentos em relação a saúde pública

Por Gabriel Dias / Foto: Divulgação

Já são 81 mortes registradas na China pelo coronavírus confirmaram nesta segunda-feira (27) autoridades locais. Com medo da doença, donos de empresas permitiram que seus funcionários trabalhassem de suas casas, para evitar novas contaminações.

Li Keqiang, o premiê chinês, visitou a cidade de Wuhan, o epicentro da propagação do coronavírus numa tentativa de minimizar o pânico entre a população.

Ainda segundo autoridades locais, investidores que aplicam dinheiro no País, passaram a recuar em alguns casos, levando uma queda de 2% no índice Nikkei.

Os casos na China, aumentaram cerca de 30%, o equivalente 2.744 pessoas contaminadas, e a grande parcela fica em Wuhan. Especialistas especulam que o número seja ainda maior.

Hong Kong proibiu a entrada de pessoas que visitaram Hubei, em Wuhan, nos últimos 14 dias, como forma de evitar novas propagações, já que a região de Hong Kong, registrou oito casos do coronavírus nos últimos dias.

Estados Unidos, Tailândia, Coréia do Sul, Japão, e Taiwan também registraram casos da doença. Médicos chineses de todas as especialidades foram convocados a trabalharem quase sem folga.

Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*