Uma piada sem a menor graça em Ilhabela

Da Redação / Arte André Jesus

A prefeitura ilhabelense conseguiu uma liminar que barra o Legislativo da cidade de fiscalizar o Executivo durante a pandemia do novo coronavírus. Isso mesmo! A administração municipal conseguiu uma ação semelhante ao da Covid-19 no que diz respeito à paralisação de tudo, isolamento e distanciamento.

Nesse caso político, paralisação da atividade parlamentar, mais o isolamento e distanciamento dos vereadores de suas responsabilidades, que por ora questionam os gastos exorbitantes da prefeitura no enfrentamento da doença. Os vereadores suspeitam que a prefeita Gracinha está indo com muita sede ao cofre.

Deixando de lado a ideia de que quem não deve não teme, a decisão de travar o trabalho do Legislativo só fez aumentar as suspeitas de que a prefeitura receia que algo errado venha a ser descoberto. A interferência direta no trabalho dos vereadores já é um erro, e a prefeita sabe disso porque ela já foi vereadora.

Ela é ciente de que não é o Executivo que deve impor regras ao Legislativo e que deve, sim, quando ser questionada, dar respostas a ele e ao povo ilhabelense. Ao invés desse entendimento democrático, procurou “estancar” a investigação sobre a sangria do dinheiro público com a “lei da mordaça”.

Infelizmente, Ilhabela, que sofreu com o prefeito anterior, ainda não pode respirar bons ares com a sua substituta que, como segundo os comentários que se ouvem na cidade, é o “Márcio Tenório” de saia. Ele já foi solapado do cargo, ela também já está balançando na cadeira, que a essa altura dos fatos parece ter sido amaldiçoada.

Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*