Veja quem são os candidatos da região que mais apostaram nas redes sociais

O ranking foi elaborado com base na prestação de contas dos candidatos ao TSE

Por Giovanna Figueiredo / Arte: André Jesus

A importância e relevância das redes sociais nas campanhas eleitorais ficaram bem claras nas eleições gerais de 2018. O engajamento e a militância nas mídias sociais foram fatores muito relevantes para a vitória do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Isso se reflete nas eleições municipais, por isso, a GAZETA realizou um levantamento dos gastos com impulsionamentos de conteúdos nas redes sociais dos candidatos a prefeito da região do Alto Tietê. Os dados foram retirados das prestações de contas dos candidatos ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral), por meio da ferramenta DivulgaCand.

Os gastos gerais de campanha, somando as cidades do Alto Tietê com seus 71 candidatos a prefeito, chegaram à marca de R$ 5,7 milhões, e desse valor, 8% foi investido em impulsionamentos nas redes sociais, o que corresponde a R$ 433,5 mil. Mogi das Cruzes é o município em que os candidatos mais investiram nas redes sociais.

Investimentos em materiais impressos e vídeos para veiculação em TV ainda são muito superiores aos das redes sociais, mas já se pode observar um crescimento e uma tendência do uso das plataformas digitais para os próximos pleitos.

As despesas de campanha dos candidatos a prefeito de cada cidade espelha a cultura e o comportamento dos eleitores. Por exemplo, em cidades maiores como Mogi das Cruzes, Itaquaquecetuba e Ferraz de Vasconcelos, nota-se que as mídias digitais compõem uma parte importante da campanha. Isso porque nesses municípios a população também está mais conectada. Já no caso de municípios menores, como Salesópolis, Biritiba Mirim e Guararema, o investimento nesse setor é menor: os candidatos apostam mais na mídia impressa e nos chamados cabos eleitorais.

Marcus Melo (PSDB), que concorreu à reeleição para a Prefeitura de Mogi das Cruzes, foi o candidato que mais investiu em impulsionamento no Facebook, foram R$ 135 mil. O tucano também foi o que mais teve despesas de campanha do Alto Tietê, ele gastou ao todo R$ 1,7 milhão. Além de Melo, Caio Cunha (PODE), o prefeito eleito, Rodrigo Valverde (PT) e Felipe Lintz (PRTB) estão entre os dez candidatos do Alto Tietê que mais gastaram em redes sociais.

O ranking com os dez que mais investiram em impulsionamento traz ainda candidatos de Arujá, Ferraz de Vasconcelos, Itaquaquecetuba e Poá. Vale ressaltar que, dos dez que mais gastaram nas redes, apenas quatro se elegeram, são eles: Caio Cunha em Mogi das Cruzes, Eduardo Boigues (Progressistas) em Itaquaquecetuba, Dr. Luis Carmargo (PSD) em Arujá, e Priscila Gambale (PSD) em Ferraz de Vasconcelos.

Confira quanto cada um gastou na tabela:

Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*