Vereador Mauro Araújo fala a respeito do mandado de busca e apreensão em seu gabinete

Mauro diz que está indignado e que acredita que investigação será arquivada em breve

Por Giovanna Figueiredo / Foto: Divulgação

Na manhã de hoje (13) o MP (Ministério Público) e Polícia Militar cumpriram mandados de busca e apreensão em três endereços na cidade de Mogi das Cruzes e na Câmara Municipal, no gabinete do vereador Mauro Araújo (MDB).

O motivo da ação é uma investigação da Promotoria de Justiça do Patrimônio Público de Mogi, órgão ligado ao MP, de lavagem de dinheiro. De acordo com o promotor Kleber Basso a apuração começou a partir de um leilão de veículos no começo desse ano, em que participaram o vereador Mauro e o empresário do ramo da construção civil Joel Leonel Zeferino, também investigado.

Diante da repercussão do caso, o vereador do MDB divulgou uma nota de esclarecimento a imprensa. Confira na integra o que disse o vereador:

“Há alguns meses, em sociedade com um amigo, participei de um leilão de carros. Arrematamos alguns automóveis e depois descobrimos que se tratava de fraude.

Como comum com qualquer pessoa que atue com boa fé, para tentar reparar os prejuízos e punir os culpados levamos o caso à Polícia e pedimos que evento fosse investigado para punição dos estelionatários.

Não bastasse, foi ajuizada ação perante a justiça, pedindo indenização e ressarcimento em face de instituição bancária que liberou indevidamente o pagamento.

Surpreendentemente, sem que nunca fosse ouvido por quem quer que fosse, sem que fossem analisados meus ganhos na atividade privada, fui transformado de vítima em autor, o que, com todo respeito, é inacreditável.

Estou certo de que com tudo apurado e constatada toda a retidão do negócio, que aliás, sempre tem sido o norte da minha vida tanto pública como privada, será a investigação levada a arquivo.

Lamentando enormemente pirotecnia feito quanto ao cumprimento da diligência, agastado em deixar de ser vítima para ser suspeito, com confiança nas instituições, aguardo com serenidade o arquivamento da apuração que por certo se dará em futuro próximo. ”

Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*