William Harada: ‘Termino o mandato leve, com a certeza de dever cumprido em Itaquá’

Secretário de Finanças e de Saúde, homem forte da gestão Mamoru Nakashima faz balanço

Por Lailson Nascimento / Foto: Reprodução

O atual secretário municipal de Saúde e de Finanças de Itaquaquecetuba, William Harada, é o único membro do primeiro escalão da gestão Mamoru Nakashima (sem partido) que permaneceu, ao longo dos oito anos de governo, na mesma Pasta. A informação foi compartilhada por ele, em tom de ‘missão cumprida’, no Programa Política Se Discute, transmitido pela GAZETA na quarta-feira (16).

Na ocasião, Harada fez um balanço da sua atuação em Itaquá e relembrou ações realizadas pelo governo Mamoru desde o dia 1º de dezembro de 2013, quando a equipe iniciou o trabalho na prefeitura.

“Eu só tenho a agradecer ao prefeito, que teve um trabalho incontestável. O ponto positivo foi ele entender que caberia a ele fazer a manutenção, pois a cidade não tem recursos para investir. A cidade vinha caminhando politicamente, inaugurando-se por inaugurar, mas não se pensava no custeio. Então, o ponto forte do prefeito foi esse, tentar melhorar aquilo que as pessoas utilizam”, resumiu.

Ele também falou sobre as dificuldades dos oito anos, principalmente em relação ao segundo mandato.

“No segundo mandato tivemos problemas de outras ordens e perdemos a capacidade de operação. Perdemos a nossa capacidade de manutenção. Fica um governo sem muitas marcas, mas, no resultado final, Mamoru entrega uma prefeitura muito melhor do que aquela que assumimos em 2013. Nós passamos por momentos de muitas dificuldades. Mas Itaquaquecetuba teve, por oito anos, um prefeito não político, que mudou o sistema político da cidade”, acrescentou.

Segundo Harada, quase todas as prefeituras são deficitárias. Nesse sentido, muita coisa que se espera fazer não é possível, pela falta de recursos.

“A cada mandato surge essa questão do novo. Mas mudar o que, o novo é o que? Essa necessidade de mudança que, na verdade, pouco muda. Mamoru assumiu o mandato com 14 creches municipais e 21 creches subvencionadas e vai entregar com 17 municipais e 35 subvencionadas, então ele assumiu com e entrega com 35 unidades e entrega com 52. Atendia 3823 crianças e entrega atendendo 9876 crianças. Mesmo assim, o prefeito preferiu não divulgar, mas apenas trabalhar”, concluiu Harada.

Gazeta Regional

Fundada por Laerton Santos no início dos anos 2000, a GAZETA tem como principal missão integrar as dez cidades que compõem a região do Alto Tietê, tendo como diferencial o olhar crítico que define a linha editorial do veículo. Em busca de contato cada vez mais próximo com seu público, o jornal tem investido na cobertura diária, utilizando as mídias digitais para esse fim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*